Sobre Simone Izumi

Simone

Lembro da minha primeira experiência mercantilista, poucos dias depois de ter completado 5 anos de idade. Os balões coloridos que decoravam as quinas do teto da cozinha de minha mãe jaziam murchos e cansados no chão, como à espera de seu fatídico destino. Avistei ali um grande potencial de venda.

Afinal… existiria algum louco no mundo que não ame balões? – matutei.

Os balões ligados em série por um barbante foram presos em um cabo de uma extinta vassoura. Marcas de dentadas ao longo da madeira denotavam ser um dos brinquedos favoritos da minha cadela. Sem me importar com a falta de estrutura, deitei as minhas costas no muro da esquina de minha rua com a mercadoria em uma das mãos à espera de um afortunado transeunte do meu arrabalde. Ali esperei até o entardecer. Provavelmente, foi também a minha primeira decepção com o mundo dos negócios.

Anos depois, produzia uma série limitada de adesivos desenhados e pintados à mão, que eram disputados pelas minhas coleguinhas de classe. Com esse dinheiro, comprei um calçado.

No início da faculdade, trabalhei um período em uma loja dobrando pilhas infindáveis de roupas e limpando vidraças. Com o dinheiro, comprei uma bicicleta.

Estagiei em alguns escritórios de arquitetura e descobri ser um peixe fora d'água. Após a minha formatura, trabalhava com gerenciamento de obra, como secretária em um escritório e nos fins de semana fazia trufas para vender no restaurante de uma tia.

Das três profissões, vingou a mais inesperada. Os elogios, o incentivo do meu marido e as primeiras encomendas de chocolate recebidas foram o suficiente para me empolgar a ponto de largar tudo e entrar como uma kamikaze na cozinha. Sem dinheiro para investir em uma nova faculdade ou cursos livres de confeitaria, digo com muito orgulho que os meus professores foram os livros teóricos de chocolate e confeitaria, o mármore gelado no umbigo, o silêncio da madrugada e o feedback dos clientes. Aliados ao meu legado artístico de arquitetura, criei a minha própria identidade e metodologia de trabalho na chocolateria.

Bati na porta de muitos buffets e espaços de eventos, oferecendo parceria. Afinal, se um dia eu tentei comercializar balões murchos amarrados em um cabo mordiscado por uma cadela, pior não poderia ser. Confesso que tremi inúmeras vezes, passei por situações difíceis e muitas vezes comi o chocolate que o diabo queimou.

Mas quer saber? Faz parte.

Só assim cresci como pessoa e adquiri uma confiança de touro. Só assim encontrei paz de espírito, por estar sendo verdadeira com os meus sentimentos. Só amando muito o que faz para trabalhar sem ter hora para terminar, atropelar fins de semana e compromissos de família. Só transparecendo essa devoção para que os seus filhos compreendam e respeitem o seu universo e a falta de tempo.

Tudo por um ideal de vida, pelo amor ao chocolate e pelo futuro dos meus filhos.

Em 2007, recebi o meu primeiro grande presente da vida. Após 1 mês do nascimento de minha filha e em um momento extremo de amor, imaginei perpetuar as minhas memórias, receitas e imagens, dedicando-lhe um caderninho de receitas virtual, para confortá-la em qualquer momento de sua vida. Nascia assim, o blog Chocolatria. No decorrer dos anos, o blog ganhou milhares de seguidores e atenção da mídia. Um caderninho de receitas despretensioso, que hoje tem mais de 500 receitas, que me incentivou a virar professora de chocolates e me levou a escrever um livro.Izumi

Em 2013, sou agraciada com um sopro morno no meu coração: o nascimento do meu segundo filho, completando a família Chocolatria. Este, também foi o ano do lançamento do livro "Loucuras de chocolate", publicado pela Panda Books e a inauguração de uma cozinha em um sobrado, onde lá pude ministrar as minhas aulas por vários anos.

Em 2016, uma conquista emocionante em minha carreira profissional: recebo o título de embaixadora Kitchen Aid no Brasil.

Milhares de alunos passaram por mim desde 2010. Sou imensamente grata aos alunos que acreditam em meu trabalho, que me inspiraram por meio de suas histórias e são grandes torcedores na trajetória de minha vida. Entre 2010 e 2017 foram criados 7 módulos de aula profissionalizantes de chocolateria e confeitaria. Hoje, ministro aulas diariamente em meu espaço, em São Paulo. Agradecimento infinito aos meus patrocinadores Kitchen Aid, Nestlé Professional, Callebaut, Gramado Injetados, Nespresso, Loja Barra Doce, Emulzint, Linha Gran Chef, Stalden Decor, Empório Chiapetta, Fiumme Freddo e Aromitália,pelo incrível suporte dado a mim e às minhas aulas.

O ano de 2017 será um marco na história do Chocolatria. Finalmente, depois de quinze anos de muito trabalho, inauguramos o tão sonhado espaço Chocolatria em São Paulo, unindo em um mesmo espaço café, espaço de aula e produção. O café, aberto de segunda a sábado, representa o nosso amor à chocolateria, panificação e gelateria artesanal.

Enfim, esta é a descrição do meu "sobre". Sou sócia-proprietária do Chocolatria, mãe de dois, autora do blog Chocolatria, professora com muito orgulho, chocolatier, escritora e uma glutona inveterada. Apesar da experiência e amadurecimento recebidos ao longo de décadas, ainda me questiono:

Será que existe no mundo algum louco que não ame balões?

Carpe diemos.

 

 Livro

Loucuras de chocolate

Você pode adquirir o seu livro no espaço Chocolatria ou nas seguintes livrarias:
Livraria Saraiva
Livraria Cultura

Para quem mora fora do Brasil:
Livraria Cultura

​​