Blog

Bastidores

Vira e mexe converso com pessoas que têm curiosidade em saber como é o ambiente de produção de chocolates. Sempre me perguntam se eu não fico enjoada de comer chocolate (mas é claro que nãoooo, que pergunta!!!!!rs), mas a grande maioria associa esse ambiente de trabalho como um antro da perdição e dizem que certamente levariam o negócio à falência, mediante tanta gula.
A nossa categoria de doces, exige uma paciência de Jó, dedicação e capricho. É trabalho de formiguinha mesmo, tudo artesanal. Mas quando vejo o resultado final, concluo que vale a pena. Ser saboroso é básico, mas tenho uma neurose (administrável) em relação ao visual dos doces. Brinco que essa preocupação estética é o meu legado de minha formação de arquiteta…por isso estudei benditos 5 anos e varei noites e noites projetando coisas absurdas…para conseguir resumir todo esse material adquirido (o famoso brainstorm?) em uma única pincelada de gel dourado comestível sobre o meu amado Choco-Nuts.
Postarei a seguir algumas fotos interessantes da produção:

Recheio do docinho “Cheesecake de Frutas Vermelhas”.

Fase de embrulho do “Pão de Mel Gift”, recheado com doce de leite.

Finalização do docinho “Passion”, recheado com bicho-de-pé cremoso.

Acabamento do docinho “Camafeu Chocolat”.


Florentines

Meu Deussssssss!!!!!!!!Duas receitas postadas no mesmo dia!!!!!!!!!! Provavelmente é um indício inconsciente de que atualizarei o blog somente no próximo semestre!rs…
Em clima de Natal, posto esta receita chamada Florentines, que tem tudo a ver com a data: envolve frutas secas, nozes e é claro…chocolate! Simples de se fazer, ele é um docinho de visual muito bonito ,além de gostoso. Você pode colocá-lo em caixinhas , dar de presente para suas pessoas queridas e dizer: “Eu que fizzzzz!”.
Ingredientes:
Chocolate bom (indico ao leite, meio-amargo ou blend que seria a mistura dos dois)
Metades de nozes
Uvas passas pretas
Uvas passas brancas
Lascas de damasco
Pedaços de castanhas-do-pará

Modo de Fazer:
Sempre utilizo o microondas para derreter o chocolate, pois isso evita que o mesmo entre em contato com umidade, além de ser mais rápido e prático (ele derrete pedaços grandes da barra, não é preciso picar). Para 1 kg de chocolate, calcule 4 minutos na potência média (pot. 5). Caso a barra não esteja completamente derretida, volte ao microondas de 30 em 30 segundos até que a mistura esteja homogênea. Com toda fé do mundo, jogue essa mistura em uma base de mármore ou granito e com o auxílio de uma espátula, faça movimentos de vai e vem, com o intuito de esfriá-lo rapidamente. A dica para atingir a temperatura ideal (29º C) é senti-lo no lábio inferior. A sensação deve ser de “frio”. Voltar rapidamente para a tigela e com o auxílio de uma concha, despeje essa mistura em um saquinho plástico limpo e seco. Corte a ponta com a tesoura (faça um rasgo de cerca de 0,5cm) e faça bolinhas (diâmetro 5 cms) sobre uma travessa lisa e coberta com celofane. Dispor as castanhas e frutas secas logo em seguida e levar a travessa à geladeira por 5 minutos. Se você “temperou” o chocolate direitinho, passado esse tempo, a sua florentine deve estar seca e prontinha para se deliciada. Cuidado para não exceder no tempo de geladeira, senão o chocolate começará a “suar”.


Cookies de Chocolate e Amendoins

Saudações!

Após uma longa primavera, eis-me aqui novamente! A blogista mais relapsa, ausente e “choco-workaholic” do pedaço. Sobrevivente com muito orgulho , após mais um ano de trabalho e com (quase, faltam algumas) todas encomendas cumpridas e entregues , thank God.
“Hoje estou felizzz…hoje estou contente”, como diria o meu irmão Marcel aos 5 anos de idade (agora está no auge, com seus 34 anos..háááá…). Digo isso pois agora tenho a presença diária de meus queridos sobrinhos Jun e Ken e de minha cunhadíssima Elza e meu bro Yudi, uma família maravilhosa que mora na Suécia.
Eles adoram cookies e essa receita é dedicada a eles.


Essa receita é deliciosa e você pode estocar os cookies em latas por mais de um mês. Para deixá-lo crocante , faça-o mais fino possível, com o cuidado de não deixá-lo queimar no forno. Pique pedaços grandes de chocolate e use o amendoim chamado “cavalo” que é grandão e mais gostoso…isso proporcionará ao seu amanteigado, um sabor imbatível.

Ingredientes:
125 grs de manteiga ligeiramente salgada amolecida
125 grs de açúcar mascavo
1 ovo ligeiramente batido
150 grs de farinha de trigo peneirada
1/2 colher de chá de fermento em pó
75 grs de aveia em flocos
200 grs de chocolate ao leite picado
50 grs de amendoins sem sal
(reserve alguns amendoins e pedaços de chocolate para enfeitar por cima do cookie)

Modo de Fazer:

Unte ligeiramente duas assadeiras retangulares. Bata junto a manteiga e o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada e cremosa. Adicione o ovo, a farinha de trigo, o fermento em pó e a aveia. Bata até que os ingredienes estejam bem combinados.
Junte o chocolate e os amendoins. Utilizando uma colher, coloque colheradas da mistura sobre a assadeira, deixando um espaço entre elas. Pressione levemente os montinhos com um garfo.
Asse no forno pré-aquecido a 180º C por 15 a 20 minutos, até que tenham se espalhado um pouco e que estejam ficando dourados.
Deixe os cookies sobre as assadeiras por 2 minutos e depois transfira-os para uma grelha aramada para esfriar.


Docinhos Divas

Acredito que as pessoas que visitam o meu blog, se sentem um tanto frustados ao deparar com um blog entitulado “Chocolatria” e nele encontrar mais cebola frita, tempurá e risoto do que receitas envolvendo o bendito chocolate. Desculpas a todos os chocólatras de plantão!! O fato é…como trabalho o dia inteiro com chocolates é muito difícil eu fazer sobremesas aqui em casa. Resolvi então , mostrar um pouquinho do trabalho da Divas (olha o merchan!!rs…). Fazemos bem-casados e doces de chocolate para casamentos. Hoje , estarei postando fotos de alguns docinhos para vocês conhecerem!

Onion Rings

Gente, essa receita é demais!!! Fácil, rápida e deliciosa!!

Ingredientes:
1 cebola por pessoa
Leite
Farinha de trigo
Óleo para fritar

Modo de Fazer:
Cortar as cebolas em anéis e deixar de molho no leite por pelo menos 4 horas, na geladeira. Após esse intervalo, retirar os anéis de cebola do leite e enfarinhar delicadamente na farinha de trigo com as pontas dos dedos. Coloque toda a cebola enfarinhada em uma peneira e com movimentos suaves retire o excesso de farinha. Frite em óleo bem quente até ficar levemente dourado. Escorra em papel absorvente e tempere com sal a gosto.


Batata com Paio e Dill

Não é raro me deparar com a geladeira vazia…Sempre “estou para” ir ao supermercado, mas ultimamente falta-me tempo…aliás muuuito tempo. O meu estado natural é o de fome e regularmente apelamos aos “disk-disks” da vida por puro amor à inércia depois de um dia desgastante, aliado à sua rapidez e praticidade. Essa batata envolve ingredientes simples e que pode servir de acompanhamento ou ser um prato único. Geralmente tenho batatas em casa e sempre tenho paio ou linguiça calabresa que o Marcelo gosta. Você pode substituir o dill por salsinha picada.

Ingredientes:
Batatas (1 por pessoa)
Fatias de paio fritos em uma frigideira sem óleo
Dill picado
Margarina temperada com sal e pimenta

Modo de Fazer:
Lave bem as batatas e seque com papel absorvente. Descasque-as (ou não) e corte as em fatias de aproximadamente 0,5cm , tomando o cuidado para não cortar até o final (deixar 1 cm de base). Cozinhar no microondas em potência alta por 7 minutos, ou até que esta esteja cozida (se preferir, você pode cozinhá-la em água fervente). Tempere a margarina com sal e pimenta e pincele sobre a batata, caprichando a dose entre as fatias. Distribua as fatias de paio entre as rodelas de batata e leve ao forno para gratinar. Salpique com dill ou salsinha picada.


Lalinha rules!!


Almôndegas Recheadas ao Molho de Pimentão

Saudações! Essa receita eu tirei da revistinha da Claudia Cozinha, gentilmente “doada” pela dona Toshiko, a minha esteticista!!!rs… Ao me deparar com essa receita na sala de espera, comecei a anotá-la em um papelzinho minúsculo . A dona Toshiko ,vendo o meu esforço começou a dar risada e insistiu para que eu levasse a revista. Que vergonha!!!!!!!!!!!
Essa receita é muito saborosa, de visual bonito e fácil de se fazer. Gostei do fato do molho ser feito com pimentões vermelhos, pois já estava enjoada do tradicional molho vermelho. Eu e o Marcelo gostamos muito da combinação feita com ovos de codorna. Só tome cuidado para não fazer a camada externa muito fina, pois ao fritar a carne retrai e o ovo acaba aparecendo (algumas almôndegas ficaram “explodidas”…).

Ingredientes:
500 grs de carne moída
1 colher (chá) de casca de limão ralada
1 ovo ligeiramente batido
sal e pimenta do reino a gosto
16 ovos de codorna
3 colheres (sopa) de azeite

Para o molho:
3 colheres (sopa ) de azeite
1 cebola cortada em rodelas
4 pimentões vermelhos sem sementes, cortados em pedaços
1 xícara de caldo de galinha
1 colher(sopa) de farinha de trigo
1/2 xícara de creme de leite
1/2 colher(sopa) de tomilho fresco
sal a gosto
ramos de tomilho ou alecrim para decorar

Modo de Fazer:
Em uma tigela, misture a carne, a casca de limão, o ovo batido , o sal e a pimenta. Achate uma pequena porção de carne na palma da mão, coloque um ovo de codorna no centro e feche moldando a almôndega. Repita o procedimento até terminarem os ingredientes. Em uma frigideira, aqueça o azeite e frite as almôndegas até dourarem.
Caso deseje preparar a minha receita de milho aperitivo, reserve esse azeite que sobrou da panela (que ficou saboroso com o sumo liberado pela carne, na hora da fritura).

Prepare o molho:
Em uma panela, aqueça o azeite e refogue a cebola e o pimentão por dez minutos ou até ficarem macios. Transfira para o liquidificador, adicione o caldo de galinha e a farinha e bata. Passe pela peneira e leve de volta à panela. Deixe cozinhar, mexendo sempre, até engrossar. Acrescente o creme de leite e o tomilho. Misture e tempere com sal. Despeje o molho em uma sopeira, junte as almôndegas, decore com ramos de tomilho ou alecrim e sirva.

Milho Aperitivo

Eu adoro milho e sua combinação com margarina, ervas e temperos. Sempre faço o milho desse jeito…cortadinho em pedaços para facilitar na hora de comer e também para absorver melhor os temperos. Ele é um ótimo acompanhamento para carnes!


Ingredientes:
2 espigas de milho cortadas em pedaços de cerca de 3 cms
2 colheres de margarina
caldo de carne em pó a gosto
1 colher de azeite
1/4 xícara de salsinha

Cozinhe o milho cortado em pedaços e escorra a água do cozimento. Derreta a margarina e o azeite em uma panela e adicione o caldo de carne em pó. Adicione as espigas de milho em pedaços e misture bem até que este esteja bem envolto pelo tempero. Salpique salsinha picada e sirva quente.

obs.: aproveitei o azeite em que foi frito as almôndegas da receita acima para refogar o milho. Fica muito mais saboroso e dispensa o uso do caldo de carne em pó.


Risoto de Camarão

Para mim, camarão é e sempre vai ser sinônimo de coisa chique, pois era uma iguaria cara que a minha mãe somente preparava em datas especiais . Eu e o Marcelo adoramos tudo que envolve camarão…strogonoff de camarão, camarão na moranga, camarão no alho, frito, assado, risoto de camarão (estou parecendo o personagem Bubba, do filme Forrest Gump, não?rs…). Hoje o camarão estava em oferta no supermercado e resolvi fazer um jantarzinho gostoso. Preparei o risoto com arroz arbóreo, próprio para risotos italianos, mas “não se reprima” (a minha homenagem aos Menudos….hááá…) se você tiver somente o seu arroz comum em casa…é só caprichar no temperinho que sempre fica bom no final. O ideal seria finalizá-lo com uma xícara de queijo parmesão ralado na hora, para proporcionar uma cremosidade extra. Mas como o Marcelo odeeeeeia com “todas as suas forças” queijos e seus derivados, não posso nem pensar em colocar.

Ingredientes:
2 xícaras de arroz arbóreo
1 cebola picada
2 colheres de manteiga
500 grs de camarão descascado
3 colheres de conhaque
2 litros de caldo (feitos com a casca do camarão)
2 filés de pescada branca
1/4 xícara de salsinha picada
1/2 xícara de ervilhas congeladas
1 colher de manteiga para finalização
sal e pimenta à gosto

Modo de Fazer:
Descasque o camarão e prepare um caldo, aferventado a sua carcaça em 2 litros de água. Escoe e descarte a carcaça, obtendo um caldo de camarão (manter este sempre aquecido) que será usado no preparo do risoto. Em uma panela,derreter uma colher de margarina com um fio de azeite (para não queimar a manteiga) e fritar os camarões por cerca de 3 a 4 minutos. Temperar com uma pitada de sal e reservar.
Para o preparo do risoto, escolha uma panela grande (usei uma wok) e derreta a margarina e um fio de azeite. Junte a cebola e mexa até ficar levemente transparente. Adicione o arroz (sem lavar) e mexa por cerca de 2 minutos. O ideal seria adicionar nesse momento um splash de vinho branco, mas como não tinha nadinha aqui em casa, adicionei conhaque. Feito esse processo, inicia-se a segunda etapa de cozimento do risoto , que consiste basicamente em misturar, misturar e misturar. Vá adicionando o caldo com o auxílio de uma concha e misture até que o arroz o absorva. Repita esse processo por cerca de 15 minutos ou até o arroz estar cozido. Cerca de 5 minutos antes do término de seu cozimento, adicionar os filés de pescada (cortados em 4 partes) ,os camarões e as ervilhas congeladas. Acerte o sal e a pimenta. Finalize com salsinha picada e uma colherada de manteiga para dar brilho… e se a sua família gostar de queijo, adicione a xícara de queijo ralado , que dá o toque final.